João Bonifácio, a hora de ponta do Ípsilon e o «ombro do cão»

Não me lembro de ver no Ípsilon uma crítica com tantos comentários. Obra de João Bonifácio, que escreve uns parágrafos acerca de um dos muitos festivais de música que marcam o Verão nacional. Não perdi – nem perco – grande tempo com a forma como o texto é apresentado, tendo-me contentado com uma leitura na diagonal. O crítico, nota-se bem, não gostou do que viu e não gostou do que ouviu. Nota-se também que tem pouca simpatia pelos artistas que compunham o cartaz do referido festival. Está no seu direito. Uma crítica é sempre subjectiva, encontre ela maior ou menor aceitação. Quando muito, errou o Ípsilon ao enviar João Bonifácio para fazer uma crítica que se sabia ter grandes hipóteses de ser negativa ainda antes de ser conhecida.
Já li neste suplemento muitas críticas com que concordei e muitas outras com que discordei. De certeza que algumas delas seriam de João Bonifácio, mas a atenção que lhes dispenso não chega para conhecer as inclinações e preferências do jornalista.
Pior que os excessos e antipatias de uma crítica é a falta de um mínimo de rigor. Pior: a capacidade de arrastar um entrevistado para esse mesmo erro. Novamente obra de Bonifácio, à conversa com Camané. Isto sim, vale a pena espreitar.

[O Ípsilon continua a ser uma das minhas leituras preferidas, servindo em muito para ir tomando conhecimento das novidades artísticas e dando o espaço que poucos outros dão a alguns dos meus artistas/autores preferidos.]
Anúncios
Com as etiquetas , ,

2 thoughts on “João Bonifácio, a hora de ponta do Ípsilon e o «ombro do cão»

  1. o corvo diz:

    Caríssimos: adianto que o meu novo livro está a venda nos seguintes locais:

    Livraria Trama , Lisboa
    Livraria Poesia Incompleta , Lisboa
    Livraria Pó dos Livros , Lisboa
    Livraria Letra Livre , Lisboa

    …em breve espero tê-lo em Évora, Porto e Faro.

    O lançamento será algures em Setembro, algures em Lisboa. Não foi agora devido às providências cautelares interpostas pelos dois maiores partidos com assento parlamentar, a santa inquisição, várias obediências maçónicas e um talhante de Paderne.

    Para saberem mais, é apenas visitarem

    http://pdaherois.blogspot.com

    Gostar

  2. Menphis diz:

    amigo, li o artigo agora e ok achei exagerado os atributos que o João Bonifácio (não) viu no Festival mas um jornal pedir desculpas ao Belenenses,quando à pouco tempo assumia não pedir desculpas aos muçulmanos por causa dos cartoons em nome da liberdade de expressão tem o seu quê de ridiculo. já agora, será que por o organizador do mesmo ser genro do Presidente da República contribui alguma coisa para isso ? um abraço

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: