A culinária na literatura II

Erica estava na cozinha, a fazer mousse de frango com gelatina para o jantar. Três chávenas de caldo natural de galinha ou três cubos de caldo de galinha dissolvidos em três chávenas de água a ferver. Duas embalagens de gelatina de limão. Uma colher de chá de sal. Um oitavo de colher de chá de pimenta-de-caiena. Três colheres de sopa de vinagre. Uma chávena e mais um terço de sucedâneo de natas batidas. Dois terços de uma chávena de maionese. Duas chávenas de frango cozido, cortado em pedacinhos pequenos. Duas chávenas de aipo, cortado bem fino. Duas colheres de sopa de pimento picado.
Depois coze-se e verte-se e mexe-se e mistura-se bem. Verte-se a gelatina devidamente temperada, já fria, sobre a pasta de frango. Com uma colher, despeja-se numa forma de pão com 25×12 cm. Põe-se no frigorífico até ficar bem firme. Desenforma-se. Enfeita-se com alface estaladiça e azeitonas recheadas (caso assim se deseje). Serve-se como entrada para seis pessoas.

Submundo, Don DeLillo

[Recordo que já aqui tinha ficado uma receita encontrada em 2666, de Bolaño.]

Anúncios
Com as etiquetas ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Anúncios
%d bloggers like this: