Regresso ao Dragão

Equipado de um amarelo alternativo que fica a perder para o laranja da época passada, o FC Porto apresentou-se para mais um ano de desafios exigentes. Ainda sem a presença dos mundialistas, de um ou outro lesionado e de uma ou outra aquisição por concretizar, percebeu-se que o plantel pode apresentar mais soluções, mas que ainda tem um longo percurso pela frente. Frente aos holandeses do Ajax, os pequenos destaques vão todos para acções individuais, uma vez que ainda não se conseguiu ver jogo colectivo digno de referência. Juntando a este grupo uma outra opção de ataque, há matéria para coisas bonitas. A fotografia que aqui fica é de André Villas-Boas porque se percebe que é do que o jovem treinador conseguir fazer com os jogadores que tem à disposição que o FC Porto vai ter, ou não, o sucesso que se deseja. Venha o próximo jogo, venham os craques que faltam e venham, principalmente, os automatismos. Já fazia falta o ambiente de futebol.

Anúncios
Com as etiquetas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: