As pequenas memórias

Numa altura em que a sua obra já era mais que conhecida por esse mundo fora, Saramago entendeu justificar-se um livro que levasse a um melhor conhecimento do autor. Com este As pequenas memórias, optou por relatar episódios da sua infância e juventude – etapas que, evidentemente, influenciaram o homem que depois se fez. De um livro com registo biográfico não se devem esperar grandes façanhas e este As pequenas memórias não foge à regra. A qualidade da escrita de Saramago aparece intacta, mas é evidente que o autor não faz (nem pode, para o que se pretende) uso de todos os seus recursos. É, sobretudo, uma leitura interessante para quem admira o autor de obras incontornáveis como Memorial do convento, Ensaio sobre a cegueira, As intermitências da morte

Anúncios
Com as etiquetas ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: