Um jantar a mais

Parti para este Um jantar a mais com muita expectativa. Ismail Kadaré, que já venceu alguns prémios literários importantes e acaba sempre por ser referido como candidato ao nobel, faz da sua cidade natal o ponto fulcral de uma história de guerra e pós-guerra. Da passagem de uma coluna alemã por Gjirokastër, vai desenrolar-se um misterioso jantar para o qual muitos anos depois ainda se procurarão respostas. O enredo parece prometer, as personagens têm tudo para ser bem aproveitadas, mas a verdade é que o que de melhor estas páginas trazem é o que os livros de história documentam. Kadaré perde-se (ou leva o leitor a perder-se) em sucessivos enigmas e passa pelas personagens de uma forma demasiado superficial, quando algumas delas tinham tudo para ser interessantes.
Apesar destes reparos e da ideia geral de desilusão com Um jantar a mais, é preciso salvaguardar que a escrita do autor albanês é muito precisa. Não vou descartar Ismail Kadaré sem me lançar a outra obra sua.

[Mais uma nota à edição: alguns erros, um deles um gritante “esperimentara”.]
Anúncios
Com as etiquetas ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: