Pornografia

20120609-233252.jpg Witold Gombrowicz é um dos nomes mais importantes da literatura polaca e tem neste Pornografia uma das suas mais reconhecidas obras. Há, nas quase duzentas páginas deste romance, uma preocupação descritiva constante, em que tanto os cenários como os estados de espírito são “desenhados” ao pormenor. Pornografia, convém esclarecer, merece o título não pelas razões mais imediatas ou mais óbvias. O factor pornográfico desta narrativa assenta na ideia e intenção de dois homens condicionarem e manipularem dois jovens que entendem terem sido feitos um para o outro. Nem o facto de Henia, a jovem personagem, estar noiva de um advogado os vai impedir de tentar a aproximação que entenderam ser tão natural. Em redor desta trama principal, o leitor vai também poder assistir a uma breve apresentação (aqui sim, superficial) de uma Polónia em estado de guerra. Witold Gombrowicz (personagem homónima do autor e também escritor) e Fryderyk acabam por vivenciar um assassinato e nem esse acontecimento é poupado nas suas manipulações.
Pornografia é também uma constante chamada de atenção às insignificâncias, que podem muito bem revelar-se coisas da maior importância e de verdadeiro relevo. Gombrowicz (aqui o autor, não a personagem) debruça-se ainda nas sempre interessantes questões da idade, da maturidade e da identidade. O livro arranca de forma muito evasiva, sem realmente mostrar ao que nos conduz, mas vai ganhando interesse à medida que a trama se vai desenrolando. E o ritmo vai aparecendo, até ao alucinante (em termos de concisão e de objectividade) último capítulo. Aí, tudo se precipita num final não totalmente inesperado, mas ainda assim emocionante.
Acrescentaria que a introdução à edição portuguesa (da tradutora Teresa Fernandes Swiatkiewicz), se não é dispensável é, pelo menos mais aconselhável para o final do livro (demasiado esclarecedora sobre o que se passa, criando umas expectativas e limitando outras). Como introdução, julgo ser mais que suficiente prólogo do autor.
Resta dizer que esta não é uma leitura que arrebate desde as primeiras linhas e que a descrição chega a ser exaustiva, mas não deixa de ser uma obra interessante e merecedora de atenção.

Anúncios
Com as etiquetas ,

2 thoughts on “Pornografia

  1. Confesso não conhecer o livro nem tão pouco o autor mas um facto é que após ler a sua análise me deu uma enorme vontade de o ler. E talvez o faça =)

    Boas leituras!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: