Os livros que devoraram o meu pai

Os livros que devoraram o meu paiNão adianta adiar, este Os livros que devoraram o meu pai foi uma surpresa muito agradável. Com uma escrita simples (afinal, o narrador e protagonista da história é um jovem), Afonso Cruz consegue entreter e, ao mesmo tempo, tocar em aspectos interessantes. É um livro carregado de outros livros, de histórias dentro de histórias e de personagens mais ou menos reconhecidas e que se cruzam no caminho do jovem Bonfim na procura pelo seu pai. Como, à literatura, o entretenimento não basta, o autor vai deixando considerações sobre a vida, a consciência e a condição humana.

O rés-do-chão não serve à literatura. Está muito bem para a construção civíl, é cómodo para quem não gosta de subir escadas, útil para quem não pode subir escadas, mas para a literatura há que haver andares empilhados uns em cima dos outros. Escadas e escadarias, letras abaixo, letras acima.

O leitor descobrirá rapidamente o maior problema deste livro. Tão rapidamente quanto se aproximar do seu final. Com este livro, com esta surpresa, Afonso Cruz consegue despertar o interesse para o que resta da sua obra.
Leitura divertida e aconselhadíssima.

Anúncios
Com as etiquetas ,

One thought on “Os livros que devoraram o meu pai

  1. Não conhecia mas parece interessante…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: