Não humano

Não humanoTido como um dos escritores mais influentes do Japão, Osamu Dazai concebe, com este Não humano, um quase estudo antropológico. Yozo, a personagem central desta narrativa, não sente como os demais humanos e, muitas vezes, nem os percebe. É alicerçado nessa incompreensão que Yozo vai acumulando perguntas sobre a condição humana. À incompreensão segue-se o medo.

Tentei, na medida do possível, evitar envolver-me nas complicações sórdidas do ser humano. Tenho medo de ser sugado pelos seus remoinhos sem fundo.

Incapaz de entender o indivíduo, de lhe entender as acções e opções, Yozo tem, obrigatoriamente, dificuldades maiores para entender a sociedade, e acaba por agir de forma dissimulada para tentar encaixar nas suas muitas “regras”.
Perto do final do livro, muitas perguntas depois, a compreensão de Yozo para com a humanidade continuará a ser limitada.

Tudo passa.
Essa é a única coisa que achei assemelhar-se a uma verdade na sociedade dos seres humanos onde até agora vivi como se num inferno.

Não humano é escrito de uma forma simples, muito directa e sem grandes floreados. É um livro cru como o tema pede. É impossível que o leitor termine a leitura sem se questionar, e é aí que reside a força maior deste livro de Dazai.

Anúncios
Com as etiquetas ,

4 thoughts on “Não humano

  1. Directo para a lista de próximas aquisições/leituras…

    Gostar

  2. Aqui poder-se-ão ler as primeiras páginas do livro.

    http://eucleiaeditora.com/2011/08/11/%C2%ABnao-humano%C2%BB-de-osamu-dazai/

    É pouca coisa mas melhor do que nada…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: