– Portanto, por um lado uma ginástica política – uma ginástica de pernas, pés, braços e mãos -, mas que, em vez de ajudar na saúde individual, ajuda na saúde política.
– Exactamente.
– Em parte, é uma ginástica política porque são muitos a fazer esse gesto. É isso?
– Sim.
– Mas também há ginástica de grandes grupos. Na praia, por exemplo, juntam-se multidões para fazer exercícios. Qual é a diferença?
– A diferença é que os gestos que fazemos no centro da praça não são musculares, são gestos sociais.
– Gestos sociais? Como se fazem gestos sociais? Qual é a diferença entre um gesto social e um gesto que fazemos em casa, na nossa mesa da cozinha? Há músculos diferentes envolvidos?
– Não. São os mesmos músculos. Mas uma coisa é um músculo mexer-se só porque não quer ficar parado. Outra coisa é mexer-se porque quer que as coisas não estejam paradas.
– Ou seja: uma coisa é movimentares o teu corpo; outra, bem diferente, é movimentares o mundo.
– É isso. Ginástica altruísta ou ginástica egoísta.

Gonçalo M. Tavares, O Torcicologologista, Excelência

A ginástica da revolução

Anúncios
Com as etiquetas ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: