Escrever um clássico

Acordou cedo, com a ideia antiga de escrever um livro, como acontecera tantas outras manhãs. Era, portanto, uma ideia repetida. Que um dia este se tornasse num clássico já não era bem uma ideia, mas um sonho que às vezes não ficava na almofada. Não sei se fruto da vontade com que acordou, dormiu já com um pé fora da cama. Assim que arrancou o outro pé à noite subterrânea dos lençóis, dirigiu-se à secretária para apontar meia dúzia de tópicos. A primeira forma de um rascunho. Durante esse dia, acabou por passar algumas horas sentado à janela branca que era cada folha em que escrevia. O livro já era mais do que apenas uma ideia, era um começo. No dia seguinte, esteve meia hora à secretária e achou que melhores dias viriam. Durante essa semana, voltou a pegar na esferográfica duas vezes, nunca por mais de dez minutos. Daí ao esquecimento passou aproximadamente outra semana. Um clássico.

Anúncios
Com as etiquetas ,

One thought on “Escrever um clássico

  1. Classicamente!
    Um abraço

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: