Category Archives: Fotografia

Instameet

O @igersporto convida-nos para um dia diferente, a 25 de Fevereiro, em Santo Tirso. A ideia é explorar o Museu Internacional de Escultura Contemporânea (MIEC) e a sua coleção ao ar livre – “(…) um labirinto de formas, cores, volumes imponentes ou passagens discretas, figuras desconcertantes ou frestas luminosas fazendo com que as necessidades da nossa imaginação ultrapassem o alcance dos nossos braços.” 

Conhecendo aquela equipa e tendo participado em actividades por eles desenvolvidas/programadas, só posso aconselhar. A inscrição é gratuita e ainda contempla o almoço. Não é coisa que careça de ponderação, sequer!

Regulamento disponível em https://tinyurl.com/st-regulamento

Mais detalhes no perfil do @igersporto.

Com as etiquetas , ,

Com as etiquetas

Porto

Com as etiquetas

Manhã emersa

Com as etiquetas

🐴🌳🐴

image

Com as etiquetas ,

⚽️

Com as etiquetas

🏐

Com as etiquetas

Debaixo de algum céu

Com as etiquetas ,

Alentejo

Com as etiquetas

(l)ergonomia

#1 – Raquel

Com as etiquetas

Arquitectura do voo

Com as etiquetas

Paralelas, perpendiculares e oblíquas

Com as etiquetas ,

Vida de estrada

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com as etiquetas ,

Geometria

Geometria

Com as etiquetas ,

Das festas populares

Senhor de Matosinhos

Com as etiquetas

Os índios da Afurada

Os índios da Afurada

Com as etiquetas

Linhas

image

Com as etiquetas

Das manias

image

Com as etiquetas ,

Qual é o livro da tua vida?

As respostas possíveis a esta dificílima pergunta, aqui. Ou aqui. Ou até mesmo aqui.

Com as etiquetas

Arquitectura humana

Arquitectura humana

De definições para arquitectura está o mundo cheio. De Le Corbusier a Goethe – este último com a mais poética das definições, apesar de a mais vaga, também.

A arquitectura é música petrificada.

Arte, ciência ou ambas, a arquitectura é multidisciplinar. Ao arquitecto são exigidas noções, quando não conhecimentos, que vão da história, passam pelo desenho, pela matemática e se estendem à geografia. Foi precisamente por isso que Nuno e Catarina, ambos arquitectos, somaram prós, subtraíram contras e perceberam que havia território melhor do que o português para desenharem e alicerçarem os seus projectos de vida. Nuno chegou a Macau em Novembro de 2008, apenas cinco dias após ter terminado o mestrado em Lisboa. Menos de três anos depois, em Fevereiro de 2011, haveria de chegar Catarina. Foi já nesta terra de raízes muito portuguesas e natural influência chinesa que iniciaram as plantas das suas galerias no Instagram. Desta vez, a ordem inverteu-se e Catarina chegou primeiro.

No mundo instantâneo dos quadrados fotográficos, são @nunoassis e @catarinalamy, sem fronteiras ou quaisquer outras limitações geográficas. Segui-los está à curtíssima distância de um clique. Macau está do outro lado do mundo, mas um rio de pérolas corre nas suas galerias.
O principal objecto das suas fotografias é, como não podia deixar de ser, a arquitectura, consequência óbvia da profissão, mas também por viverem num local bastante urbano, onde há mais construção que natureza. O que mais lhes interessa num edifício é a geometria, o ritmo, as cores e texturas utilizadas, contrastes de luz e sombra, repetição e perspectiva, aspectos que tanto encontram nos mais modernos edifícios, como num simples estacionamento, que é um dos seus locais de eleição. As suas galerias estão cheias de brilhantes composições arquitectónicas, mas a determinada altura recearam que mostrar “só” isso pudesse ser enfadonho e começaram a combinar a figura humanas com a construção. Se, como disse Goethe, a arquitectura é música petrificada, Nuno e Catarina decidiram juntar-lhe um intérprete. Revezam-se como modelos e aproveitam as pessoas que vão encontrando em frequentes instameets. O resultado é uma fascinante variante da arquitectura que dominam como ninguém e da qual são percursores, a arquitectura humana.

Com as etiquetas ,
%d bloggers like this: